Lenda urbana da danceteria Amnésia de Curitiba

Lenda urbana da danceteria Amnésia de Curitiba

Lenda urbana da danceteria Amnésia de Curitiba

A lenda urbana da danceteria Amnésia de Curitiba narra a história de um prédio no qual nos anos 90 existiu uma danceteria chamada Amnésia. O prédio no início do século XIX era habitado por um tipo de cientista meio bruxo chamado Vicente, que fazia estranhas experiências, assustando os moradores da localidade. Conta a lenda que na época, quando o lugarejo ainda se chamava Vila de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, num local onde fica a região do Largo da Ordem, quando uma pessoa desaparecia misteriosamente na cidade, era porque a mesma tinha entrado na casa do cientista. O fato mais curioso é que quando alguém penetrava na casa, saia da mesma sem memória, não sabendo nem mesmo o seu nome ou onde morava.

Em meados dos anos 90 no referido prédio, foi inaugurada a danceteria Amnésia, justamente com o nome da doença de quem perde a memória, desde então diversas lendas urbanas foram criadas sobre este local.

As mais populares falam de moças que frequentavam a danceteria e eram convidadas para dançar por um homem loiro bonito, porém na manhã seguinte, se acordavam nuas deitadas em um túmulo com o rosto na foto da lápide igual ao parceiro de dança da noite anterior. Ao perguntar para as moças o que tinha acontecido durante a noite, todas diziam não se lembrar do que tinha ocorrido, pois um surto de amnésia tinha tomado conta das jovens.

Lendas de SC - Lendas gaúchas - Holismo - Antropologia - Frutas - Crianças - Imagens para Face - Aquarismo - Ivoti - Abelhas - Vagas de emprego - Tirar manchas - Como fazer maquiagem